Tem direito ao reconhecimento da cidadania Italiana iure sanguinis:

Via Administrativa (Consulados, Comuni e judicial):

Neto(a)s, bisneto(a)s, tataraneto(a)s, etc., de italianos, em todas as gerações mantendo-se a linha paterna e/ou materna, ou seja, a linha genealógica pode ter homens e mulheres, em qualquer das gerações, observando bem o marco temporal de 01/01/1948.

Exemplo 1: tataravô (italiano), bisavô (nascido no Brasil), avô (nascido no Brasil), pai (nascido no Brasil), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) último(a) pode ser homem ou mulher;

Exemplo 2: tataravô (italiano), bisavó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), avó (nascida no Brasil após 01/01/1948), mãe (nascida no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) último(a) pode ser homem ou mulher. Observação: nesse exemplo, há três mulheres na árvore genealógica e não se trata de via materna judicial, após análise do marco temporal 01.01.1948.

Exemplo 3: tataravô (italiano), bisavó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), avó (nascida no Brasil após 01/01/1948), mãe (nascida no Brasil após 01/01/1948), filha (nascida no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) último(a) pode ser homem ou mulher. Observação: nesse exemplo, há quatro mulheres na árvore genealógica e não se trata de via materna judicial, após análise do marco temporal 01.01.1948.

Exemplo 4: bisavô (italiano), avô (nascido no Brasil), mãe (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) pode ser homem ou mulher, desde que tenha nascido após 01/01/1948);

Exemplo 5: bisavô (italiano), avô (nascido no Brasil), mãe (nascida no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) pode ser homem ou mulher;

Exemplo 6: bisavô (italiano), avó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), mãe (nascida no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) pode ser homem ou mulher;

Exemplo 7: bisavô (italiano), avó (nascida no Brasil após 01/01/1948), mãe (nascida no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) pode ser homem ou mulher;

Exemplo 8: bisavô (italiano), avó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), pai (nascido no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) pode ser homem ou mulher;

Exemplo 9: bisavô (italiano), avó (nascida no Brasil após de 01/01/1948), pai (nascido no Brasil após 01/01/1948), requerente (nascido(a) no Brasil), este(a) pode ser homem ou mulher;

Via Judicial (Tribunal Ordinário de Roma):

Filho(a)s de mulher italiana que tenham nascido antes de 01/01/1948, ou seja, existe uma mulher na linha genealógica, sendo que o filho ou a filha dessa mulher nasceram também antes de 01/01/1948, no Brasil.

Exemplo 1: tataravô (italiano), bisavó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948) avô (nascido no Brasil antes de 01/01/1948), pai (nascido no Brasil antes de 01/01/1948), requerente (este pode ser homem ou mulher);

Exemplo 2: tataravô (italiano), bisavó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948) avó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), pai (nascido no Brasil antes de 01/01/1948), requerente (este pode ser homem ou mulher);

Exemplo 3: tataravô (italiano), bisavó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948) avô (nascido no Brasil antes de 01/01/1948), mãe (nascida no Brasil antes 01/01/1948), requerente (este pode ser homem ou mulher);

Exemplo 4: tataravô (italiano), bisavó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948) avó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), mãe (nascido no Brasil após 01/01/1948), requerente (este pode ser homem ou mulher);

Exemplo 5: bisavô (italiano), avó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), mãe (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), requerente (este pode ser homem ou mulher);

Exemplo 6: bisavô (italiano), avó (nascida no Brasil antes de 01/01/1948), pai (nascido no Brasil antes de 01/01/1948), requerente (este pode ser homem ou mulher);

Roma 11 de Janeiro de 2018.

Scarpelli dos Santos Reis, Luiz Gustavo, advogado e cidadão ítalo-brasileiro com atuação em cittadinanza italiana per i cittadini di ceppo italiano nati a l’estero (Brasile, Argentina e Stati Uniti) e legge sull’imigrazzione. Inscrito no Brasil nos Conselhos da Ordem dos Advogados de MG, SP, RJ, ES e GO. Membro e jurista do IAMG – Instituto dos Advogados de Minas Gerais, Brasil. Na Europa é Membro do Council of Bars and Law Societies of Europe. Na Italia è avvocato stabilito iscritto nell’Albo della Ordine Degli Avvocati di Roma e nell’Albo del Consiglio Nazionale Forense di Italia. Em Portugal é advogado inscrito no Conselho de Lisboa da Ordem dos Advogados Portugueses. Idealizador da “Corrente do Bem” que combate a pirataria e as máfias que atuam na ilegalidade no mundo da cidadania italiana, no Brasil e na Itália, e fundador do Curso on line Cidadania Italiana Legal, já tendo orientado gratuitamente mais de 1.000 (mil) pessoas.